Author Bios

Perguntas ao governo

  • Segundo informações disponibilizadas pela comunicação social, 19 estudantes do Colégio Militar foram alvo de sanções após protestarem contra medidas disciplinares que recaíram sobre alunos do 12.º ano, por terem “entrado em instalações de oficiais que lhes estão vedadas”.

  • No dia 28 de abril, sábado, a unidade coronária do Hospital de Faro foi encerrada uma vez que foi identificada a presença de piolho de pombo nas instalações quando se fazia a limpeza diária. Perante esta situação, os doentes foram transferidos para uma outra unidade para que se procedesse a uma desinfestação das instalações.

  • A Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve notificou duas enfermeiras para procederem ao pagamento de danos em viaturas de serviço da ARS. Uma das enfermeiras exerce funções na unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) de Portimão e a outra na UCC de Faro. Na carta que a ARS endereçou a estas profissionais é-lhes exigido o pagamento no prazo de dez dias úteis, ameaçando-as com procedimento disciplinar e afirmando reservar-se o direito de “na falta de pagamento voluntário, proceder ao desconto da importância em dívida no seu vencimento mensal”. Esta situação motivou revolta e indignação por parte de diversos profissionais que estão a recusar-se a conduzir viaturas de serviço, designadamente nas UCC de Faro, Portimão, Lagoa e Silves.