Author Bios

Perguntas ao governo

  • O Bloco de Esquerda considera essencial que esta situação seja esclarecida. Importa saber se o contrato de gestão do Hospital de Braga preconiza a existência destas especialidades, que medidas foram tomadas pelo gestor do contrato perante esta ausência de direção clínica bem como o número de consultas e intervenções realizadas no âmbito destas especialidades.  

  • Diversas unidades hospitalares do Serviço Nacional de Saúde (SNS) registam dificuldades para ativar os planos de contingência da gripe. Tal situação prende-se com a demora nas autorizações para contrair despesa que tem que ser autorizada pelo Ministério das Finanças. De facto, a ativação dos planos de contingência da gripe implica que o Ministério das Finanças aprove a abertura de mais camas bem como a contratação dos profissionais necessários para fazer face ao acréscimo laboral. 

  • Não é compreensível que, havendo tantas pessoas em espera, possa ocorrer o encerramento de camas. Não é também compreensível que a ARSLVT nada diga sobre este assunto. Não é aceitável que utentes do SNS possam ficar tanto tempo em lista de espera enquanto a entidade com a qual o Estado optou por celebrar um acordo de cooperação fecha camas, deixando a lista de espera avolumar-se ainda mais.