Share |

Deslocalização da fábrica da Guarda da empresa Dura Automotive, Lda.

Chegaram ao conhecimento do Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda informações preocupantes relativamente à situação da empresa DURA Automotive – Indústria de Componentes para Automóveis, Lda., instalada na Guarda.

Segundo a informação facultada à CT e ao SITE Centro-Norte a Magna BÖCO GmbH, uma das principais clientes da Dura Automotive, detentora de mais de metade da ocupação da mão-de-obra, em virtude da deslocação da produção para a Índia, pretende retirar as suas encomendas e moldes até finais de Agosto do corrente ano, pois pretende deslocar a produção para a Índia.

Na sequência desta notícia que gerou forte inquietação junto dos trabalhadores têm realizado plenários e ações de protesto, em frente à unidade fabril, na Guarda, que se dedica à produção de componentes para a indústria automóvel.

Os trabalhadores temem que esta situação ponha em causa a manutenção da unidade fabril e o impacto nos seus postos de Trabalho. Importa, pois, que se tomem medidas com vista a pugnar pela manutenção da unidade fabril em apreço.

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através do Ministro Adjunto e da Economia, as seguintes perguntas:

1. O Governo tem conhecimento desta situação?

2. Que medidas está a tutela disposta a promover, nomeadamente por via negocial com as partes envolvidas, com vista a garantir a manutenção da unidade fabril da empresa na Guarda?

AnexoTamanho
Pergunta: Deslocalização da fábrica da Guarda da empresa Dura Automotive, Lda.151.07 KB