Share |

Desvio de doentes na urgência da PPP de Vila Franca de Xira

O Bloco de Esquerda teve conhecimento de alegados constrangimentos existentes na urgência geral da PPP de Vila Franca de Xira, levando ao encerramento deste serviço e ao reencaminhamento dos doentes para outros hospitais. Pelo que se conhece, esta medida foi acionada às 16h00 e continuou até às 23h00 do dia 26 de fevereiro.

Esta informação foi avançada por várias corporações de bombeiros, nomeadamente da zona sul do distrito de Santarém, e relatam que as ambulâncias estariam a ser encaminhadas para outros hospitais, na zona de Lisboa. É alegado que a rutura de capacidade de resposta se deveu a uma elevada afluência de utentes ao serviço de urgências.

O hospital de Vila Franca de Xira é um hospital em regime de Parceria Público Privada, gerido pelo Grupo Mello, e serve uma população de cerca de 250 mil pessoas dos concelhos de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Benavente e Vila Franca de Xira. O encerramento do serviço de urgência e o desvio de utentes para outros hospitais são recorrentes neste hospital.

Por exemplo, em dezembro de 2019 foi notícia o desvio de utentes do Hospital de Vila Franca de Xira para outros hospitais da região de Lisboa. Na altura o motivo foi alegadamente o mesmo e dizia respeito à elevada afluência de utentes ao serviço de urgência e a falta de camas para internamento.

Não parece existir por parte da entidade gestora, a José de Mello Saúde, uma real vontade de reforçar a resposta do hospital e desta forma garantir um serviço de qualidade sem existir a necessidade de estar constantemente a recorrer ao desvio de utentes para outros hospitais. É inconcebível, para o Bloco de Esquerda, que se tenham permitido tanto tempo a existência de um contrato de gestão de um hospital com um grupo privado que falha deliberadamente nas mais importantes das suas funções.

É preciso perceber o que realmente se passa neste hospital. O que leva a que tantas vezes e tão recorrentemente esta PPP tenha que encerrar as urgências ao público e tenha que recusar e desviar utentes para outros hospitais do SNS? O que levou a que no passado dia 26 de fevereiro a situação se tenha repetido?

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através do Ministério da Saúde, as seguintes perguntas:

1. Tem o Ministério da Saúde conhecimento desta situação?

2. O que leva a que tantas vezes e tão recorrentemente esta PPP tenha que encerrar as urgências ao público e tenha que recusar e desviar utentes para outros hospitais do SNS?

3. O que levou a que no passado dia 26 de fevereiro a situação se tenha repetido?

4. De que forma está disposta a tutela a interceder junto do Hospital de Vila Franca de Xira de forma a perceber o que tem motivado estas recorrentes falta de capacidade de resposta?
 

AnexoTamanho
perg_ms_encerramento_urgencia_de_vfx.pdf132.94 KB