Share |

Encerramento da especialidade de Otorrinolaringologia no Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira

É com enorme preocupação que o Bloco de Esquerda encara a possibilidade de encerramento de mais uma especialidade no Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira (CHUCB).

No interior do país as pessoas têm sido altamente penalizadas pelo constante encerramento de serviços que são fundamentais à manutenção e à fixação de população nos territórios do interior.

Recentemente, e de acordo com as denúncias que nos chegaram, mais três médicos abandonaram as funções que desempenhavam no CHUCB. A estes três clínicos junta-se agora a possibilidade de encerramento da especialidade de Otorrinolaringologia, ou seja, com a saída do médico e médica agora afetos a esta especialidade, ficará uma vez mais o CHUCB deserto nesta especialidade.

O CHUCB deve, no entender do Bloco de Esquerda, encetar todos os esforços que impeçam a saída de mais médicos e o consequente encerramento de mais especialidades neste hospital. Deve igualmente informar a comunidade de que esforços foram realizados e qual é o rumo que defende para o CHUCB e de que forma estão a ser levadas a cabo ações com vista à consecução dos objetivos traçados.

O Bloco de Esquerda defende que somente com um investimento público na saúde é possível oferecer condições às populações para contrariar a tendência de desertificação dos territórios do interior.

Relembramos que a este respeito o Bloco de Esquerda apresentou uma série de propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2019, entre as quais o reforço de vagas para fixação de médicos em zonas carenciadas e a abertura de mais vagas para formação especializada, o que permitirá a formação de mais médicos especialistas.

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através do Ministério da Saúde, as seguintes perguntas:

1. Tem o Ministério da Saúde conhecimento desta situação? Confirma a saída de 3 médicos do CHUCB, o que coloca em risco a especialidade de otorrinolaringologia?

2. Está disposto o Governo a intervir junto do Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira, de forma a que seja salvaguardada a manutenção do serviço?

3. Está disposto o Governo a reforçar as vagas carenciadas e as vagas para acesso à especialidade? 

AnexoTamanho
Pergunta: Encerramento da especialidade de Otorrinolaringologia no Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira 320.11 KB