Share |

Encerramento de balcão da Caixa Geral de Depósitos na Madalena, Vila Nova de Gaia

A Madalena, uma freguesia de Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, conta com mais de dez mil habitantes. A Caixa Geral de Depósitos (CGD) tinha aqui um balcão de atendimento que decidiu encerrar. Esta situação faz com que a população tenha que se deslocar às freguesias limítrofes, designadamente a Valadares e a Canidelo para aceder a um balcão da CGD.

Não se compreende esta decisão: dez mil pessoas ficam privadas de acesso a um balcão de atendimento do banco público, sendo obrigadas a deslocarem-se para bastante mais do que seria necessário, com evidente transtorno e maior dispêndio económico. Esta situação acarreta evidentes constrangimentos às pessoas, muitas delas idosas e com dificuldades.

É necessário garantir o acesso das pessoas aos serviços disponibilizados pelo banco público e, para que tal direito esteja acutelado, é fundamental que a população da Madalena possa continuar a contar com um balcão da CGD.

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através do Ministério do Estado e das Finanças, as seguintes perguntas

1. O Governo tem conhecimento da situação exposta?

2. Por que motivo a CGD decidiu encerrar o balcão da Madalena?

3. A CGD está disposta a rever esta decisão e a manter aberto o balcão da Madalena?

AnexoTamanho
Pergunta: Encerramento de balcão da Caixa Geral de Depósitos na Madalena, Vila Nova de Gaia119.6 KB