Share |

Encerramento do balcão da Caixa Geral de Depósitos de Cucujães

Foi revelado que a atual Administração da Caixa Geral de Depósitos pondera encerrar o balcão de Cucujães, no concelho de Oliveira de Azeméis. O encerramento de balcões do banco público reduz a sua presença no território e o acesso, por parte da população, aos serviços públicos bancários.

Lembramos que durante o anterior Governo foram já encerrados mais de 100 balcões da Caixa e que um banco público não pode atuar da mesma forma que um banco privado nem pautar-se pela mesma lógica. Um banco público tem obrigações acrescidas, em primeiro lugar para com a população.

A Caixa tem que estar presente em todo o território e tem de garantir o acesso a serviços bancários básicos e essenciais para a população, principalmente aquela que de outra forma não pode aceder a esses serviços, seja porque é infoexcluída, seja porque tem dificuldades para se deslocar até outra freguesia ou outro concelho.

A Vila de Cucujães tem, segundo os censos de 2011, quase 11.000 habitantes. Se se concretizar o encerramento do balcão da CGD, todos eles terão que se deslocar vários quilómetros, a São João da Madeira ou a Oliveira de Azeméis, para poder tratar de vários assuntos no seu banco.

Não se percebe qual a ponderação de serviço público que está por detrás da intenção de encerramento deste balcão da CGD, uma vez que se estará a dificultar o acesso a serviços públicos bancários e, na verdade, a Caixa estará a deixar um espaço que poderá ser ocupado por outros bancos, podendo fazer com que muitos clientes e depositantes mudem de banco, abandonando o banco público.

Esta decisão da Administração da Caixa deve ser revertida, em nome da defesa da população de Cucujães, do interesse e serviço público e em nome do interesse da própria Caixa que deve manter-se como o principal banco a operar em Portugal, o que implica uma presença em todo o território.

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através do Ministério das Finanças, as seguintes questões:

1. A Administração da CGD fez algum estudo que sustente o encerramento do balcão de Cucujães?

2. Em que pressupostos assenta tal estudo e qual a razão para encerrar o único balcão do banco público nesta freguesia?

3. Não considera que o encerramento da agência da Caixa em Cucujães colocará em causa a prestação de serviços públicos bancários a esta população, em particular à que não acesso a internet e que tem maior dificuldade em fazer deslocações?

4. Não o preocupa que o encerramento desta agência possa prejudicar a própria Caixa, uma vez que abandonando este território pode estar a promover a mudança de clientes e depositantes para outros bancos?

AnexoTamanho
Pergunta: Encerramento do balcão da Caixa Geral de Depósitos de Cucujães517.43 KB