Share |

Entupimento de coletores de esgotos da EB 2,3 Gaspar Correia

Os coletores da escola EB 2,3 Gaspar Correia, na freguesia de Moscavide e Portela, concelho de Loures, encontram-se entupidos, com cerca de 1 a 1,5 metros de resíduos. Este entupimento tem provocado graves anomalias no funcionamento daquela escola, uma vez que os coletores pertencem ao pavilhão central – onde está localizado o refeitório - e o cheiro nauseabundo decorrente do seu entupimento torna quase insuportável a presença nas instalações.

Além disso, quando os autoclismos são descarregados, a água demora bastante tempo a escoar. Esta situação prende-se diretamente com os coletores da rede de esgotos.

Em resposta a um pedido de ajuda da direção do Agrupamento de Escolas de Moscavide e Portela, os SIMAR – Serviços Intermunicipalizados de Águas e Resíduos – de Loures e Odivelas afirmaram não detetar nenhuma anomalia na rede de águas residuais, embora nenhum técnico se tenha sequer deslocado às instalações da escola.

Por sua vez, o Departamento de Educação da Câmara Municipal de Loures respondeu à direção do Agrupamento de Escolas de Moscavide e Portela, alegando não ter responsabilidades sobre os coletores de esgotos da escola EB 2,3 Gaspar Correia, que serão, segundo aquele departamento, da responsabilidade do Ministério da Educação.

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através do Ministério da Educação, as seguintes perguntas:

1. Tem o governo conhecimento da situação descrita?

2. Que medidas tenciona o Governo tomar para fazer face a esta situação de emergência?

3. Quando terá lugar a intervenção nos coletores da escola?

AnexoTamanho
Pergunta: Entupimento de coletores de esgotos da EB 2,3 Gaspar Correia412.69 KB