Share |

Prejuízos devidos a intempérie em Vila do Conde e pagamento de compensações

No passado domingo, dia 10 de abril, um tornado atingiu o concelho de Vila do Conde, provocando estragos em várias estruturas agrícolas, nomeadamente em vacarias e explorações na freguesia de Vila Chã.

Técnicos da Direção Regional de Agricultura terão já estado no local para uma avaliação de danos. Estima-se que os prejuízos ascendam a cerca de 60000 euros. Nestas circunstâncias, sem um apoio institucional, será praticamente impossível que estes agricultores continuem a sua atividade.

Os estragos nas explorações vêm agravar ainda mais o quadro económico muito adverso para o setor leiteiro, devido ao fim das quotas na UE, pelo desequilíbrio entre os custos e lucros na cadeia de valor (em desfavor dos produtores) e à redução do consumo.

De acordo com notícias vindas a lume, o MAFDR já se terá comprometido a "analisar a possibilidade de enquadrar esta situação nas medidas de reposição do potencial produtivo, o mecanismo através do qual vão ser apoiados os agricultores afetados pelo mau tempo nas regiões do Douro e Baixo Mondego".

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, as seguintes perguntas:

1. Que medidas pensa o Ministério tomar para garantir a prossecução da atividade destes agricultores?

2. Garante o Ministério que os agricultores afetados na zona de Vila do Conde irão receber as compensações pelos estragos, nos mesmos moldes que os agricultores das regiões do Baixo Douro e Mondego?

AnexoTamanho
Pergunta: Prejuízos devidos a intempérie em Vila do Conde e pagamento de compensações 247.33 KB