Share |

Situação de Emigrantes Lesados do BES face ao acordo anunciado pelo Governo

O Banco Espírito Santo (BES), de uma forma fraudulenta, pôs em causa as poupanças de um alargado conjunto de pessoas. Entre elas estão emigrantes portugueses que investiram as poupanças de vidas inteiras de trabalho, poupanças de que muitos e, nomeadamente, os reformados, dependem para viver e cuja privação coloca em situações de desespero. É, por isso, urgente encontrar uma solução que minimize as perdas para estas pessoas.

Face ao anúncio de um novo acordo com um conjunto de lesados do papel comercial do BES que, como foi indicado publicamente, será apresentado pelo Sr. Primeiro-ministro na próxima sexta-feira, dia 16 de dezembro de 2016, cumpre saber o que está a ser perspetivado para solucionar o problema destas pessoas.

O Bloco de Esquerda considera que a apresentação de uma solução aos lesados do papel comercial deveria ter também em conta os Emigrantes Lesados pelo BES.

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através do Primeiro-ministro, a seguinte pergunta:

Neste novo acordo anunciado para os Lesados do Papel Comercial do BES está englobado o conjunto de portugueses não residentes em território nacional, nomeadamente o conjunto de Emigrantes Lesados pelo BES a residir em França e na Suíça?

AnexoTamanho
Pergunta: Situação de Emigrantes Lesados do BES face ao acordo anunciado pelo Governo499.94 KB