Share |

Subfinanciamento e degradação do edificado da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto

O subfinanciamento que afeta Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto é um problema crónico há muito identificado. Fruto desse problema, ao longo dos anos têm vindo a público várias notícias sobre o estado de degradação da FBAUP. A título de exemplo podemos referir as notícias “Faculdade de Belas Artes do Porto precisa de obras e mais espaço, mas não há dinheiro” (Público, 2 de dezembro de 2017) ou “Choveu dentro das Belas-Artes, mas faculdade não tem dinheiro para obras” (Público, 16 de março de 2018). Este segundo caso referindo-se à inundação parcial da oficina de pintura devido a chuvas fortes no dia anterior.

Em 2019, de acordo com declarações da Associação de Estudantes da FBAUP à Agência Lusa (15 de Janeiro de 2020), foi finalmente apresentada em reunião geral da Faculdade o esperado projeto de reabilitação dos edifícios, um projeto controverso entre a comunidade académica. Tendo sido assegurado que durante as obras as “aulas seriam transferidas para módulos colocados num terreno anexo à faculdade”.

Porém os estudantes afirmam continuar a trabalhar sem condições: não só continua a chover na oficina de pintura, como há várias salas sem extração de ar e o pavilhão da pedra, onde trabalham com rebarbadoras, é um espaço aberto onde a água da chuva convive com as triplas a que as ferramentas elétricas estão ligadas.

É com grande preocupação que o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda encara estas informações acerca da falta de condições de trabalho e segurança na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Pelo que é necessário um esclarecimento público acerca do calendário das obras e das medidas imediatas necessárias ao funcionamento da Faculdade.

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, as seguintes perguntas:

1. Tem o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior conhecimento desta situação?

2. O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior vai reforçar o orçamento da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto?

3. Que obras estão previstas para a Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e qual o seu calendário?
 

AnexoTamanho
perg_subfinanciamento_e_degradacao_do_edificado_da_faculdade_de_belas_artes_da_universidade_do_porto.pdf171.6 KB