Share |

Vida Independente: Bloco quer ouvir pessoas com deficiência

DEFICIÊNCIA | QUE MODELO DE VIDA INDEPENDENTE? | Audições Públicas*

 

“Discutir o que queremos para as nossas vidas”

No texto de divulgação desta iniciativa recorda-se que foi por proposta do Bloco que, em 2016, a realização de projetos-piloto de Vida Independente foi inscrita no Orçamento do Estado e salienta-se que essa decisão “criou uma enorme expectativa nas famílias e nas pessoas com deficiência que há muito aguardam ver concretizada a oportunidade de poder contratar assistência pessoal, através de um programa apoiado e abrangente”. Tal programa só será eficaz enquanto acesso à Vida Independente, se forem consideradas todas as necessidades das pessoas que o venham a integrar e se estas puderem, então, experienciar na sua vida, e em todas as decisões que a determinam, autonomia, inclusão e dignidade.

A proposta governamental de um Modelo de Apoio à Vida Independente, prevê projetos-piloto para o período 2017-2020, e está atualmente em discussão pública.

"É altura de discutirmos em conjunto como deverá ser esse modelo e como será posto em prática em Portugal” aponta o grupo parlamentar do Bloco de Esquerda, salientando que “para a qualidade e êxito desta política, é necessário o envolvimento de quem sente na pele a necessidade de assistência”. “Não nos parece aceitável que uma discussão pública possa ser promovida plenamente através de um simples endereço de email para envio de sugestões, tal como o disponibilizado pela tutela no site do Instituto Nacional para a Reabilitação, permitindo-se apenas um contraditório diálogo unilateral”, refere o texto bloquista.

As audições públicas que o Bloco vai promover (uma primeira listagem de datas e locais está no final deste artigo), visam permitir um debate participado e a partilha de opiniões e visões alternativas. Estas audições contarão com a presença do deputado Jorge Falcato, de investigadores, ativistas pela Vida Independente e representantes de organizações.

Inquérito

Além das audições públicas, o Bloco de Esquerda lançou também um “Inquérito sobre o Modelo de Apoio à Vida Independente - Assistência Pessoal” para auscultar pessoas e organizações, em relação às medidas concretas previstas no Modelo de Vida Independente proposto pelo atual Governo. Para aceder ao inquérito, que demora cerca de 10min a preencher, é só clicar aqui em: https://pt.surveymonkey.com/r/LDH36B9 (link is external)

Sessões já marcadas:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

16 de março – Lisboa, Fórum Lisboa 21h, com Jorge Falcato, Fátima Paulo (Ativista pela Vida Independente), Centro Vida Independente e Ricardo Robles (Deputado Municipal). Evento no facebook: https://www.facebook.com/events/1899081470337437/ (link is external)

18 de março – Abrantes, no Auditório do Edifício Pirâmide, às 15h, com a presença dos deputados Jorge Falcato e Carlos Matias, e do ativista pela Vida Independente, Eduardo Jorge (ativista que chegou a iniciar uma greve de fome em frente à AR).

Coimbra | Oficina de Teatro Municipal (R. Pedro Nunes) | 22 março | 21h

Com Jorge Falcato (Deputado), Fernando Fontes (Investigador – CES) e José Manuel Pureza (Deputado).

Vila Real | Hotel Miracorgo - Sala Pavunense (Av. 1.º de Maio, 76-78) | 24 março | 21h

Com Jorge Falcato (Deputado), Márcio Martins (Eng. de Reabilitação, SUPERA) e Rui Cortes (Dirigente – Bloco de Esquerda).

Porto | I3S - Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (R. Alfredo Allen) | 25 março | 17h

Com Jorge Falcato (Deputado), Rui Machado (Centro de Vida Independente) e José Soeiro (Deputado).

Albufeira | Biblioteca Municipal Lídia Jorge (R. Sophia de Mello Breyner 46) | 31 março | 21h

Com Jorge Falcato (Deputado) e João Vasconcelos (Deputado).

Beja | IPDJ – Pousada da Juventude de Beja (Rua Professor Janeiro Acabado)  | 1 abril | 15h

Com Jorge Falcato (Deputado), José Janeiro (Ativista pela Inclusão) e José Pedro Oliveira (Deputado Municipal).

*Caso necessitem de Interpretação de Língua Gestual Portuguesa, por favor, agradecemos a confirmação de presença até 3 dias antes de cada sessão | Email: audicaopublica.be@gmail.com ou Telefone: 213 917 592.