Share |

“A Ministra da Saúde deveria aproveitar para garantir aqui o reforço e a autonomia das instituições”

O deputado Moisés Ferreira criticou o primeiro despacho assinado pelo Secretário de Estado da Saúde que diz que as entidades estão proibidas de aumentar o seu número de trabalhadores em 2020.
O deputado afirma que este despacho viola a lei que reforça a autonomia das instituições, entra em confronto com a nova Lei de Bases e vai contra a expectativa da população.
Moisés Ferreira fez ainda duas perguntas à Ministra da Saúde:

- Está o Governo está disposto a pôr fim a este despacho e a permitir a autonomia das instituições para contratação?
- Por que razão não avançou o Governo com a contratação de profissionais para as Equipas de Saúde Mental na Comunidade e o que vai fazer para avançar com essas equipas?