Share |

“Como é que um país que dá 850 milhões ao Novo Banco não tem comboios novos na linha de Sintra?”

Na segunda intervenção no debate quinzenal, Catarina Martins confrontou o primeiro-ministro com a falta de comboios, nomeadamente na linha de Sintra, relembrando que, apesar do excedente orçamental, “falta de tudo um pouco nas infraestruturas e serviços públicos do país”.

A coordenadora do Bloco alertou também para o problema da suborçamentação do Serviço Nacional de Saúde, afirmando que “sem dinheiro nem autonomia para contratar, os hospitais e outras unidades de saúde ficam numa situação impossível: não podem deixar de responder aos utentes e não podem dimensionar a sua estrutura para dar essa resposta”.