Share |

“Jerusalém terá sempre de fazer parte do processo de negociação de paz”

Joana Mortágua condena a decisão dos Estados Unidos da América de transferir a sua embaixada para Jerusalém e defende que a paz só será possível com o reconhecimento do estado palestiniano e o fim das ocupações ilegais por parte de Israel do território da Palestina