Share |

“Nomeação do Governador do Banco de Portugal deve ser feita com parecer vinculativo do Parlamento”

Mariana Mortágua explicou que, para além das regras de nomeação do Governador do Banco de Portugal que “deve ser feita com parecer vinculativo da Assembleia da República”, é preciso esclarecer as regras de exoneração quando um Governador mostra que é incompetente para desempenhar as suas funções, como é o caso de Carlos Costa.

A deputada alertou ainda para a necessidade de regulamentar a “porta giratória” entre o Banco de Portugal e o sistema financeiro.