Share |

Mariana Mortágua: "O que decidimos hoje é ter o direito a uma vida digna até ao fim"

Mariana Mortágua desmonta os argumentos de medo que o deputado do PCP, António Filipe invoca para justificar o voto contra o Projeto de Lei n.º 773/XIII/3.ª do Bloco de Esquerda que define e regula as condições em que a antecipação da morte, por decisão da própria pessoa com lesão definitiva ou doença incurável e fatal e que se encontra em sofrimento duradouro e insuportável, não é punível.|2018-05-29