See video

Maria Manuel Rola apresentou o projeto do Bloco para o reforço do apoio ao IHRU, começando por alertar que “não há nenhuma entidade estatal para fiscalizar as ilegalidades nos despejos e o cumprimento da lei na habitação”, acrescentando que “não basta ter um Banco da reabilitação que gere algumas casas, tem de haver quem garanta a proteção das pessoas e o cumprimento da lei”.

See video

Na sua intervenção sobre os relatórios do Estado de Emergência, Pedro Filipe Soares começou por explicar que “quando colocamos a razão e a Ciência em cima da mesa para defender o nosso povo, fazemos bem”, acrescentando que “a extrema-direita que luta contra a razão e a Ciência saiu envergonhada, enganaram o povo e colocaram vidas em risco”.

See video

Se o Governo quer “incluir alguma decência neste negócio”, o mínimo a fazer é pedir ao PS para aprovar as propostas do Bloco que proíbem bónus futuros aos gestores e obrigam o Parlamento a decidir sobre qualquer injeção, defendeu Catarina Martins.

See video

A deputada Beatriz Dias chamtou à atenção de que “se não forem tomadas medidas urgentes, substantivas e estruturantes, o setor cultural português poderá sofrer danos irreparáveis".

See video

Mariana Mortágua voltou a pedir esclarecimentos a Mário Centeno sobre a injeção no Novo Banco antes de serem conhecidos os resultados da auditoria, compromisso assumido publicamente pelo primeiro-ministro António Costa.

See video

“O que precisamos agora é de saber a estratégia de médio e longo prazo do governo para a recuperação económica”, acrescentando que “é preciso estender os apoios sociais e os apoios às microempresas”.

See video

“O Bloco de Esquerda tem vindo a alertar, há muito tempo, para o crescente número de profissões e trabalhadores que, por várias razões, têm encetado lutas e lançado alertas para as condições em que se trabalha em Portugal”, lembrou a deputada, explicando que “no caso dos tripulantes de cabine, é necessário que se reconheçam as condições adversas e, em algumas situações, extremas em que estas pessoas têm que trabalhar”.

See video

O deputado Moisés Ferreira explicou que “embora os aplausos sejam merecidos, os profissionais de saúde precisam de condições para uma carreira digna, através da criação do subsídio de risco e do estatuto de risco”, defendendo também que “os casos de profissionais infetados devem ser tratados como doença profissional, com remuneração a 100%”.

See video

Sobre a reabertura das creches, a deputada afirmou que “as regras inicialmente conhecidas são impraticáveis e contra-producentes”, explicando que “a única medida que poderá ser eficaz é o desdobramento dos grupos de crianças em várias salas, garantindo mais recursos humanos e vagas”.

See video

“O modelo económico vigente falhou. Falhou aos trabalhadores, no salário, e falhou aos serviços públicos, no financiamento”, afirmou o deputado Nelson Peralta, defendendo que “o relançamento da economia deve ter como prioridade a garantia de mais igualdade e de um sistema económico que não dependa da extração de recursos para a produção de riqueza mas sim para as necessidades das pessoas e do planeta”.

See video

O deputado Ricardo Vicente desafiou o Partido Socialista a acompanhar a proposta do Bloco para o estabelecimento de taxas máximas de intermediação e preços mínimos acima dos custos de produção.