Share |

Conservação da Igreja de Santa Cristina de Serzedelo

A Igreja de Santa Cristina de Serzedelo, na freguesia de Serzedelo, concelho de Guimarães, está classificada como Monumento Nacional pelo Decreto n.º 14425, DG, I Série, n.º 228, de 15 de outubro de 1927.

A tipologia da Igreja de Santa Cristina de Serzedelo indica um templo românico tardio do Século XII, que terá sofrido duas campanhas construtivas seguintes nos Séculos XIII e XIV ou XV.

De acordo com a nota histórico-artística do Instituto de Gestão do Património Arquitetónico e Arqueológico, o conjunto de construções onde se integra a Igreja de Santa Cristina de Serzedelo é um dos mais interessantes núcleos religiosos baixo-medievais do Entre Douro e Minho. Ao longo de quatro séculos aqui se construiu uma igreja românica, um narthex já gótico, um muro campanário do Século XIII e uma capela funerária - hoje servindo como sacristia - datada já do período em que o Gótico avançava para o fim da Arte da Idade Média.

Nos últimos anos, a situação deste Monumento Nacional tem suscitado a preocupação das populações de Serzedelo. O telhado encontra-se deteriorado, são visíveis infiltrações e humidade em várias paredes. Como consequência, também as interessantes pinturas murais no interior continuam a degradar-se, apesar da intervenção da Direção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, em 1978, que procurou consolidá-las.

Em vários momentos foram anunciadas obras que nunca se concretizaram. A última vez, em 2017, a Câmara Municipal de Guimarães, a Direção Regional de Cultura do Norte e a Fundação Iberdrola assinaram uma Adenda ao Protocolo de Cooperação do Plano Românico-Atlântico 2015-2018, para uma intervenção de conservação e reforço estrutural da Igreja Românica de Serzedelo (notícia aqui). No entanto, até ao momento, as obras não foram iniciadas, nem foi justificado o não cumprimento do protocolo assinado.

Verifica-se, claramente, um processo de progressiva degradação do edifício e do espaço que lhe está mais próximo, apesar da inquestionável importância cultural, artística e arquitetónica deste património e do facto de constituir, em particular para a população de Serzedelo, um forte elemento identitário.

O Bloco de Esquerda entende, por isso, que as obras de conservação e restauro da Igreja de Serzedelo são urgentes e gostaria de saber quando as intervenções serão realizadas.

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através da Ministra da Cultura, as seguintes perguntas:

1. O Governo conhece a situação de degradação em que se encontra a Igreja de Santa Cristina de Serzedelo, classificada como Monumento Nacional?

2. O Governo conhece a adenda ao Protocolo de Cooperação assinado entre a DRCN, a Câmara de Guimarães e a Fundação Iberdrola? Qual o motivo para não ter sido concretizado?

3. Estão previstas medidas concretas para devolver o devido estado de conservação aquele importante núcleo religioso românico de Serzedelo? Se sim, quando?
 

AnexoTamanho
pergunta_conservacao_igreja_do_serzedelo.pdf135.34 KB