Share |

Saúde privada virou as costas à população

O deputado Moisés Ferreira lembrou que “o Serviço Nacional de Saúde e os seus profissionais são indispensáveis para o país”, criticando o Governo por “insistir em entregar a retoma de atividade ao privado depois do setor ter virado as costas à população”.

O deputado alertou para a necessidade de aumentar o investimento no SNS e de avançar com as contratações dos 8400 profissionais previstas para este ano. Moisés sublinhou ainda as propostas apresentadas pelo Bloco para a criação de um subsídio e estatuto de risco e penosidade para profissionais de saúde e de um mecanismo de reconhecimento automático da Covid19 como doença profissional.